Veleiro ‘Cisne Branco’ abre para visitação no Porto de Natal

Atracado em Natal após uma missão na Europa, o veleiro “Cisne Branco”, da Marinha do Brasil, vai ficar aberto a visitação do público potiguar a partir deste sábado (30) até a terça-feira (3). As visitas têm entrada gratuita e acontecem das 14h às 17h.

A vinda do “Cisne Branco” acontece após uma viagem de representação denominada “Comissão Europa 2017”, que atendeu a diversos convites remetidos ao Brasil e à Marinha do Brasil. Na viagem de representação, o Navio Veleiro participou da “Tall Ships Races 2017”, organizado pela “Sail Training International”, sediada na Inglaterra.

O propósito do evento foi promover o treino de vela e a marinharia junto a jovens de diversos países. Para isso, foram reunidos os principais veleiros do mundo. De acordo com a Marinha, o evento trouxe para as forças armadas brasileiras, como a projeção de suas capacidades e o estreitamento dos laços com marinhas amigas.

Além de um evento esportivo, a regata se configura como evento social que resgata as tradições dos grandes veleiros e o interesse dos cidadãos para as coisas do mar. Em 2017, no mar Báltico, o “Cisne Branco” visitou os portos de Halmstad, na Suécia; Kotka e Turku, na Finlândia; Talin, na Estônia; Klaipêda, na Lituânia; e Estetino, na Polônia.

No roteiro também foram agregados portos que receberam eventos náuticos e portos de interesse logístico, que viabilizaram o cumprimento da viagem do “Cisne Branco”.

A comissão durou 6 meses e 14 dias, durante os quais foram visitadas 19 cidades em 13 países, sempre com o Navio Veleiro sendo aberto à população local para visitação.

Veleiro

Incorporado à Marinha do Brasil em fevereiro de 2000 e batizado como “Cisne Branco”, o navio foi construído em Amsterdã, na Holanda, baseado nos projetos dos últimos “clippers”- tipo de veleiro – do século XIX. A construção foi realizada sob supervisão da Marinha do Brasil com o propósito de representar a Instituição em grandes eventos náuticos, tanto nacionais quanto internacionais, preservar as tradições navais e contribuir para a formação dos seus militares.

O navio tem 76 metros de cumprimento e pesa 1.038 toneladas, com 32 velas. Com a força dos ventos, ele pode chegar à velocidade de até 32 quilômetros por hora. Já com as forças dos motores, a embarcação navega com, no máximo, 20 quilômetros por hora.

Relacionados