‘Quinteto da Paraíba Convida’ completa um ano de concertos e extensão acadêmica

Um projeto que começou como um ensaio para um concerto e por causa de uma dúvida em relação ao nome, evoluiu para uma série com mais de cinco apresentações realizadas e outras oito já planejadas. O “Quinteto da Paraíba Convida” completa um ano neste mês de outubro e o idealizador do projeto, o contrabaixista Xisto Medeiros, conversou com o G1 e falou sobre o projeto.

Na sexta-feira (6), o quinteto convida o Duofel para uma apresentação na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, em João Pessoa. A entrada custa R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira) e o show começa às 21h.

“A ideia surgiu a partir de um convite para fazer um show com Xangai em São Paulo. Como ele estava na Bahia e a gente aqui na Paraíba, ficaria muito corrido a gente se encontrar lá só na véspera do show e ainda tentar arrumar espaço no hotel ou em algum auditório para ensaiar. Daí pensei que seria bom trazer ele para João Pessoa, ensaiar aqui e fazer uma pré-apresentação”, explica Xisto.

Com as datas dos shows definidas, o quinteto encontrou um problema: como chamar o show. “Numa reunião, sugeri chamar de ‘Quinteto convida Xangai’, mas os outros integrantes acharam que ficava óbvio demais. Foi aí que tive a ideia de expandir e antes mesmo do primeiro show, decidir fazer uma série com esse nome, fazer vários concertos mudando o convidado, então ficou mais fácil”, comenta o contrabaixista.

O projeto é independente do repertório e dos concertos do quinteto. A ideia é receber cantores ou instrumentistas para dividir o palco, revisitando obras destes convidados ou homenageando outros artistas. Além do cantador Xangai, o quinteto já recebeu o multi-instrumentista Carlos Malta, o pianista Nelson Ayres, o acordeonista Toninho Ferragutti, o cantor e o cantor e compositor Zeca Baleiro. Para este ano, estão previstos concertos com Duofel e com Mônica Salmaso.

Extensão acadêmica

Além das apresentações, o projeto também tem caráter acadêmico, em parceria com o Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde o Quinteto da Paraíba é residente. Além da gravação em áudio e vídeo, que contam com alunos da TV UFPB e do laboratório de cinema, durante a permanência dos convidados em João Pessoa, eles participam de encontros com os alunos de música.

“A universidade nos dá apoio para a realização dos ensaios e dos concertos em si, então essa interação com os alunos funciona como uma contrapartida nossa. Os shows são gravados de forma profissional e podemos no futuro disponibilizar isso para a própria tv universitária veicular na programação. Além disso os alunos também tem contato constante com a produção, incentiva várias áreas do conhecimento”, diz Xisto Medeiros.

Os encontros dos convidados com os alunos de música acontece durante os ensaios para os concertos. “Como a maioria dos integrantes do quinteto são professores do departamento de música, a gente propôs fazer ensaios abertos, onde passamos as músicas e abrimos o espaço para que os alunos possam interagir, seja vendo o processo de composição dos arranjos como também questionando qualquer coisa em relação ao projeto e às músicas em si”, completa.

Relacionados