Paraibano que matou e pendurou mulher em árvore é preso no DF

A Polícia Civil prendeu, em Guará, região administrativa do Distrito Federal, Francisco Leno Galdino, acusado de matar a esposa Jennifer Coelho Silva e depois pendurá-la com uma corda no quintal de casa, para simular o suicídio. O crime aconteceu em setembro de 2015, na residência do casal, em Cidade Ocidental, Estado de Goiás. Francisco e Jennifer eram naturais de Sousa, no Sertão da Paraíba. Galdino, que estava trabalhando,  foi levado nesta quarta-feira (17), para a Delegacia de Cidade Ocidental.

O mandado de prisão foi expedido pela Justiça de Goiás, que acatou pedido do Ministério Público daquele Estado. Segundo as investigações da Polícia, após uma discussão Francisco espancou tirou a vida de Jennifer. Em seguida, pegou uma corda e a pendurou a em uma árvore que ficava na área da casa dando a entender que a vítima teria cometido suicídio. Após o crime, Galdino saiu de casa onde foi chamar várias pessoas para ir até a sua casa, dando a entender que seria inocente.

Cena do crime

Todavia, a equipe da delegacia de Cidade Ocidental, depois de tomar conhecimento de todo laudo cadavérico e resultado do IML, iniciou a investigação. O laudo dizia que a vítima teria sofrido violência antes de ser pendurada na árvore.

Em depoimento no inquérito, Francisco Galdino não soube responder sobre as marcas de violência e revelou que a esposa tinha praticado suicídio. A Polícia Civil reuniu provas e indiciou o acusado por homicídio com o agravante de ter mudado a cena do crime. Ele vai aguardar na prisão o julgamento.

Relacionados