Após golpe, estudantes conseguem festa de formatura em João Pessoa e ironizam: “#ChupaWaltisa

A partir de apelos e doações, uma turma de estudantes, que foi lesada, conseguiu promover a festa de formatura. Na ocasião, um dos estudantes ironizou a empresária Waltisa Cavalcante, acusada de sumir com o dinheiro arrecadado pelos formandos sem oferecer o serviço. O estudante de direito levantou uma placa com a Hashtag: “#ChupaWaltisa”. O fato aconteceu na sexta (5) durante o baile de formatura, em João Pessoa.

Ao todo, cerca de 12 turmas tiveram prejuízo de cerca de R$ 1 milhão e procuraram a delegacia para denunciar a empresária. Com a repercussão do caso, empresas do segmento se solidarizaram e os estudantes receberam doações. “Recebemos doações de todos os lados, desde professores até amigos, família e de gente que nem conhecemos”, disse a estudante Mayara Ramalho.

Nas redes sociais, vários perfis foram criados com objetivo de arrecadar fundos para a festa. “Eu estou surpresa com o apoio que estamos recebendo”, revelou.

Versão da empresária

Segundo a Delegada Vanderleia Gadi, que está à frente do caso, Waltisa afirmou em depoimento que “quebrou” financeiramente e não vai conseguir devolver o valor aos estudantes.

Além disso, a empresária também disse que não queria causar prejuízos às pessoas que a contrataram, e até iria fazer um empréstimo para poder realizar as festas, mas foi negado. Ela decidiu procurar a polícia porque começou a receber ameaças e queria ter um amparo legal.

Vanderleia Gadi então confirmou que os estudantes agora vão precisar procurar outros meios para organizarem os eventos.

Portal do Litoral, com T5

Relacionados