Falando Nutricionalmente: Qual a sua relação com a comida? Por Suanny Talliny

319

Você sente culpa quando faz uma refeição ou come algo que não considera saudável?
Fica sempre ansioso pensando na refeição seguinte ou fica imaginando quantas calorias determinado tem?
Não preciso dizer que essas atitudes e pensamentos em relação a comida não são saudáveis, mas as vezes fazemos isso e nem percebemos. Ficar se preocupando assim com relação a determinados alimentos desenvolve ansiedade.
O ato de comer é fisiológico, isso quer dizer que é uma coisa natural, quando nascemos ninguém nos ensina a comer, é instinto. Porém, com o passar dos anos e toda uma transição nutricional, a nossa relação com a comida mudou. Não pensamos mais no alimento apenas como fonte de energia para suprir as nossas necessidades vitais, agora se alimentar é uma forma de socializar, reunir pessoas, é também uma fonte de prazer (e isso é bom), é cultura, é uma forma de ter saúde, e pensamos também no alimento relacionado a estética (é aqui que nasce a neura).


Perceba o tanto de significado que um alimento pode ter, além de nutrir o nosso corpo uma refeição nutri também a nossa mente. Por isso, observe como é a sua relação com a comida! É uma relação amigável ou vocês vivem em conflito? Faça as pazes com a comida, não seja refém de dietas da moda, não permita que as “tendências nutricionais” ditem o que você pode ou não comer. Tente se lembrar dos alimentos que você comia quando era criança, eles ainda estão presentes no seu dia a dia?
Às vezes o peso da culpa pesa bem mais na balança e nos impedem de ter uma vida mais leve. Se você tem medo de engordar, pense: não é um determinado alimento que tem esse poder sobre seu peso, mas sim o conjunto do que você faz todos os dias!

Por Suanny Talliny
Nutricionista